A psicanálise é, em essência, uma cura pelo amor.
(Sigmund Freud)

O processo da sedução

Homens e mulheres se empenham de várias maneiras quando estão interessados em alguém. Se esforçam para serem notados, admirados, aceitos e escolhidos. O processo da sedução, em muitos casos, começa em atendimento a um chamado inconsciente. No entanto, é impossível conquistar alguém que não quer ser conquistado. A consciência de que uma pessoa é interessante …

Continuar lendo

Dentro, Fora, TransFora

Texto escrito por Christian Dunker e publicado no Fora – 15 de maio de 2018. O transfora não é o fora que percebemos, oposto do dentro, o outro lado do muro. O transfora significa que percebemos o mundo como somos e não como ele é. As doenças mentais não são mais doenças, se é que um dia …

Continuar lendo

Desejos e emoções que tocam o nosso corpo          

O reconhecimento de nossas emoções e a identificação dos nossos sentimentos e desejos constituem fatores de extrema importância para o equilíbrio psíquico. É através da expressão de nossas emoções que vivemos a vida, e não apenas “passamos” por ela. Continuamente somos tomados por sentimentos provocados por fatos que ocorrem em torno de nós. Nos zangamos, …

Continuar lendo

Armaduras para enfrentar a vida

“Morramos dentro da armadura, como diz o rei Macbeth.” (Sigmund Freud) Freud, em março de 1910, bem antes de sua morte – que ocorreu em setembro de 1939 –, escreveu uma carta a um de seus melhores amigos, Oskar Pfister, pastor protestante da Suíça, na qual confessa seu medo de ter que enfrentar, em algum …

Continuar lendo

Adão e Eva

Texto de Contardo Calligaris publicado na Folha de S. Paulo – 10 de maio de 2018. A vida é dura? Você vai morrer? Adão, Eva e você mesmo fizeram por merecer. Aprendi a história de Adão e Eva cedo, antes de eu saber ler. Ela veio já enriquecida por detalhes que não estão na Bíblia: …

Continuar lendo

Maternidade é o não-saber!

“O amor materno não é inerente às mulheres. É adicional. A maternidade é mais difícil de viver do que em geral se crê. A toda-poderosa natureza não dotou a mulher de armas suficientes para enfrentá-la”. (Elisabeth Badinter) Quando eu engravidei pela primeira vez, a minha barriga se tornou pública. Pessoas sem intimidade alguma, ou mesmo …

Continuar lendo

Ciúme: tempero ou veneno?

O excesso de ciúme pode acabar com qualquer relacionamento, e só quem o sente na pele sabe o grande sofrimento e tortura que causa. Um pouco de ciúme pode ser considerado um tempero na relação a dois, funcionando como poderoso afrodisíaco capaz de manter a motivação para a conquista. Nas situações de ameaça, pode indicar …

Continuar lendo

Maktub: estava escrito ou há a possibilidade de reescrever?

Maktub é uma palavra que veio do árabe e significa “já estava escrito”, ou “tinha que acontecer”. Remete ao que está predestinado, e assim não pode ser evitado. Ouvi essa expressão pela primeira vez em uma cena de novela. Faz um bom tempo inclusive. Maktub era frequentemente dito por uma das personagens quando algo não …

Continuar lendo

Um equívoco sobre a psicanálise

Mais do que uma ‘jornada pelo autoconhecimento’ com a consequente imputação de nossas limitações aos traumas passados, a psicoterapia é o reconhecimento de que eu sou responsável pela minha história. Texto escrito por Felipe Pimentel* e publicado no Estadão – 16 de abril de 2018. Há um equívoco que muitas pessoas cometem sobre a psicanálise e …

Continuar lendo

Expressões da intimidade e vida no divã

Texto escrito por Ruth Blay Levisky * e publicado em Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo – 4 de abril de 2018. A palavra íntimo é derivada do latim, “intimus”, cujo prefixo “in” refere-se ao interior, ao profundo, ao intrínseco. Thymos para os gregos na antiguidade tinha o significado de alma, lugar em que habitam …

Continuar lendo
© 2018 Caminhos da Psicanálise. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por CriaTec