A psicanálise é, em essência, uma cura pelo amor.
(Sigmund Freud)

O babadook e o lado B da maternidade

O babadook, produção australiana de 2014, dirigida por Jennifer Kent, é muito mais do que um filme de terror assustador. Diferentemente do cinema tradicional de terror e principalmente do de horror, que geralmente se baseiam em lugares comuns e preconceitos,  O babadook mergulha no drama de uma mulher sem forças para amar o filho depois …

Continue lendo

A primeira psicanalista no clube

Texto escrito por Vera Iaconelli e publicado na Folha de S. Paulo – 19 de junho de 2018. Freud falou da sexualidade no bebê, mas não bancou o ódio na maternidade A primeira mulher a ser aceita no grupo de psicanalistas capitaneado por Freud chamava-se Margarete Hilferding. Reunidos desde 1902 para discutir a teoria recém-criada, os …

Continue lendo

Maternidade é o não-saber!

“O amor materno não é inerente às mulheres. É adicional. A maternidade é mais difícil de viver do que em geral se crê. A toda-poderosa natureza não dotou a mulher de armas suficientes para enfrentá-la”. (Elisabeth Badinter) Quando eu engravidei pela primeira vez, a minha barriga se tornou pública. Pessoas sem intimidade alguma, ou mesmo …

Continue lendo
© 2019 Caminhos da Psicanálise. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por CriaTec