A psicanálise é, em essência, uma cura pelo amor.
(Sigmund Freud)

Bissexualidade, narcisismo, identidade e a escuta psicanalítica do nosso tempo

Texto escrito por Patrícia Cabianca Gazire e publicado em Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo – 30 de outubro de 2017. Sobre a bissexualidade A incerteza de ser homem ou mulher, nenhum dos dois, ou ambos, é própria das neuroses estudadas por Freud, histeria ou neurose obsessiva. A incerteza expande-se, porém, e ultrapassa a questão …

Continuar lendo

Quando menino, era comum sonhar que estava voando

Quando menino, era comum sonhar que estava voando. Não me lembro de ter asas em meus sonhos. Às vezes, acordava com sentimento de liberdade. Em outras ocasiões, com medo. Essa experiência me recorda um ditado popular: “Alguns, viajam para fugir. Outros, viajam para buscar”. Asas podem simbolizar o desejo de fuga, em função do medo, …

Continuar lendo

A dignidade da morte

Os profissionais da saúde deveriam preparar os pacientes para a morte? Há menos de dois anos, nossa família viveu a perda de uma amiga. Uma jovem senhora de 47 anos. Como vizinhos, tínhamos uma convivência marcada pela presença – quase que cotidiana – de palavras e gestos de solidariedade, afeto e carinho. Era uma referência …

Continuar lendo

Mais, mas não do mesmo

Paul, ao não querer ser cópia de si mesmo, está pronto – numa linguagem lacaniana – para ‘fazer-se tolo de um Real’ “Minha principal preocupação é não copiar o que fiz no passado.” (Paul McCartney) Paul McCartney, quando do lançamento do álbum “New”, com composições inéditas, enfatizou que produziu algo com sabor de novo. Ao …

Continuar lendo

Esperto é ser experto?

Os líderes estão o tempo todo articulando artimanhas, estratégias e formas para manter ou recuperar o poder, a qualquer custo. “Ele sempre foi muito esperto, mesmo quando era criança. Mas uma coisa é ser esperto, outra é ser sábio”, diz Lady Catelyn Tully, de Winterfell,  num dos episódios da série Game of Thrones, produzida pelo …

Continuar lendo

Devemos abrir os olhos para contemplar a explosão de vida

Na vida, nem sempre conseguimos enxergar com claridade tudo o que ocorre conosco ou ao nosso redor. Às vezes, olhamos a nossa existência por meio de ‘lentes’ que permitem entrever apenas pequenos lampejos de claridade ou, em alguns casos, nem isso. É quando a escuridão se estabelece e nos faz viver tempos sombrios. São momentos …

Continuar lendo

Verbo Ser

Que vai ser quando crescer? Vivem perguntando em redor. Que é ser? É ter um corpo, um jeito, um nome? Tenho os três. E sou? Tenho de mudar quando crescer? Usar outro nome, corpo e jeito? Ou a gente só principia a ser quando cresce? É terrível, ser? Dói? É bom? É triste? Ser; pronunciado …

Continuar lendo

Para além das portas fechadas

Certa vez, faltou energia elétrica em casa. Diante da escuridão repentina e sem velas, fomos obrigados a abrir a porta da cozinha em busca de um pouco de luminosidade. Para nossa surpresa, quando olhamos para o céu, contemplamos uma cena maravilhosa e rara – nenhuma nuvem, muitas estrelas e uma lua esplêndida. Ficamos em estado …

Continuar lendo

O valor maior atual é, portanto, ‘salvar a própria pele’

O valor maior atual é, portanto, ‘salvar a própria pele’. O senso de luta pela sobrevivência, agora, justifica o desvario, a emoção fugaz, com a mais completa ausência de vergonha. Por isso, o reacionarismo tenta recuperar os valores e soluções do passado, esteios da ordem constante, o que não agrada a psicanálise. Existe valor maior …

Continuar lendo
© 2019 Caminhos da Psicanálise. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por CriaTec