A psicanálise é, em essência, uma cura pelo amor.
(Sigmund Freud)

Manias ou  “TOC”?

É comum as pessoas terem certas manias, medos ou preocupações que as levam a determinados comportamentos. Em função disso, algumas são inclinadas a conferir, por exemplo, se fecharam o gás, se trancaram mesmo a porta antes de sair  de casa, se desligaram o ferro de passar roupa etc. Porém, quando esses comportamentos se tornam excessivos, …

Continue lendo

Dentro, Fora, TransFora

Texto escrito por Christian Dunker e publicado no Fora – 15 de maio de 2018. O transfora não é o fora que percebemos, oposto do dentro, o outro lado do muro. O transfora significa que percebemos o mundo como somos e não como ele é. As doenças mentais não são mais doenças, se é que um dia …

Continue lendo

Desejos e emoções que tocam o nosso corpo          

O reconhecimento de nossas emoções e a identificação dos nossos sentimentos e desejos constituem fatores de extrema importância para o equilíbrio psíquico. É através da expressão de nossas emoções que vivemos a vida, e não apenas “passamos” por ela. Continuamente somos tomados por sentimentos provocados por fatos que ocorrem em torno de nós. Nos zangamos, …

Continue lendo

A “linguagem” dos sintomas

São muitas as pessoas que manifestam sua ansiedade através de um mal-estar orgânico. A mente angustiada pode fazer seu  protesto por meio do corpo. Ao contrário do que se costuma pensar, o sintoma muitas vezes é “efeito” e não “causa” do sofrimento. Alguns parecem “pedir” para serem interpretados e compreendidos. É sempre muito importante saber …

Continue lendo

O cuidado de si gera o cuidado com o outro, destaca psicanalista

Texto escrito por Rosane Fürst e publicado no GaúchaZH  – 25 de janeiro de 2018.  Para Rosane Fürst, saúde emocional de um povo também pressupõem políticas públicas e psicoeducativas. Janeiro branco é uma campanha por uma cultura da saúde mental, que se dedica a convidar as pessoas a pensarem sobre suas vidas, a qualidade de seus …

Continue lendo

Não dá para enganar a angústia

Sigmund Freud, no início de seus estudos, faz uma descrição dos “ataques de angústia,” o que hoje reconhecemos como as crises de pânico. Como dizia Jacques Lacan (psicanalista francês famoso por sua releitura de Freud), “a angustia é aquilo que não engana”. E por que não engana? Simplesmente porque é impossível escondê-la. Ela mostra seus …

Continue lendo

Além da queixa

Certa vez eu ouvi que a saúde é o silêncio dos órgãos. E, na prática, quando o silêncio é rompido, o barulho não vem sozinho. Uma gastrite pode ser fruto de uma má alimentação, mas quantas vezes já ouvimos dizer que o estômago manifesta-se em razão de alguma preocupação? Uma dor de cabeça pode ter …

Continue lendo

Quando não há operação comboio

A vida, assim como a arte de navegação, está sujeita às situações imponderáveis e ao princípio da incerteza com ou sem nevoeiros. “Faça como um velho marinheiro que – durante o nevoeiro – leva o barco devagar” (Paulinho da Viola) Quem desce com frequência a Serra do Mar com destino ao litoral paulista já está …

Continue lendo

Difícil definir saúde, diz psicanalista

Texto escrito por Celso Gutfreind e publicado em Gaúchazh – 1 de novembro de 2017.  Para Celso Gutfreind, é preocupante o episódio de Caxias de Sul em que guardas municipais confundiram a performance de um bailarino com um surto psicótico Difícil definir saúde. A OMS que o diga. Estendeu o seu conceito para o físico, o …

Continue lendo

A dignidade da morte

Os profissionais da saúde deveriam preparar os pacientes para a morte? Há menos de dois anos, nossa família viveu a perda de uma amiga. Uma jovem senhora de 47 anos. Como vizinhos, tínhamos uma convivência marcada pela presença – quase que cotidiana – de palavras e gestos de solidariedade, afeto e carinho. Era uma referência …

Continue lendo
© 2019 Caminhos da Psicanálise. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por CriaTec